7.9.09

um beijo de luz!


Não sei o que nas nuvens cavalga além do tempo

O vento que se entranha nos estar a vê-las

Acesas assim navios de velas rasgadas de luz

Não se estranha antes se contempla

Com o coração cheio dos sons de água a correr

O espectáculo que sem acontecer acontece

Em cada dia que entardece

1 comentário:

Sereia* disse...

Brilhante essa luz!