28.10.08

Sebastianismo à(o) Sol-ta

(...) como Agostinho da Silva diz algures, Alcácer-Quibir foi a sorte do Brasil, e, como não se cansou de repetir, o Brasil é o melhor de Portugal (menos conhecido do que o célebre “o brasileiro é o português à solta”). Nesse Brasil intocado pela modernidade que foi encontrar em pleno século XX na selva amazónica, Agostinho da Silva entendeu reencontrar o Portugal primevo e valioso, aquele que, depois de ensinar ao mundo que todo o mundo é apenas um arquipélago, poderia agora, enfim, ensinar uma unidade espiritual bem diferente da segmentação da vida e da separação das esferas da cultura próprias da modernidade.
Carlos Leone

2 comentários:

Luis Neves disse...

Olá Anita,
Prima como acho que tens tudo a ver com Filosofia (?porque será) Pura intuição minha(masculina).
Vi este anúncio no jornal DN de Domingo, que pode ser que te interesse.
Bolsas de Integração na Investigação (BII)
A fundação Universidade de Lisboa através do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa (CFUL),..., abrem concurso de atribuição de 3 Bolsas(BII), cada uma das quais associadas a cada um dos seguintes Projectos: Fenomenologia - Tradução da obra de Husserl e Merleau-Ponty e glossário de termos fenomenológicos; Filosofia, Medicina e Sociedade; Filosofia e Paisagem.
CANDIDATURA: on-line em http://www.centrofilosofia.org/BII
de 26 Out a 31 OUT
Requesito ; estudante de curso 1º ciclo de Filosofia, com bom desempenho escolar

Beijinho Prima
Luis

Anita Silva disse...

Olá primito Luís,
Pois é, mas a minha Filosofia é falsa... é um extravio (temporário - suponho) da minha poesia... ou, deste gosto que tenho em brincar com palavras.
:) Obrigada pela dica na mesma!
Abraço terno*