26.11.08

Enxergar

A morte só dói enquanto não chega.
Para quem ficou. A quem assiste, impotente.

De quem partiu de nada vale ter pena.
A quem partiu deseja-se a paz
e o breve reencontro.
É, breve e derradeiro.

A vida só dói enquanto não chega.

2 comentários:

Iolanda Aldrei disse...

Assim mesmo... reflectir sabiduria em boa poesia. Parabens
Beijinhos

Iolanda

Anita Silva disse...

Mais vale tarde que nunca...

Um Beijo, Iolanda!

O seu nome faz-me parecer sabe o quê?

"Io", Eu
"Landa", Terra
A Terra do Eu, A Minha (Nossa) Terra...

Isto é, soa-me muito bem. ;))