28.4.09

O Mar e o Rio

«Ser apenas o Amor, não ser quem ama.»
Teixeira de Pascoaes

«Dai-me uma alma transporta de argonauta,
Fazei que eu tenha, como o capitão
Ou o contramestre, ouvidos para a flauta
Que chama ao longe o nosso coração,
Fazei-me ouvir, como a um perdão,
Numa reminescência de ensinar,
O antigo português que fala o mar!»
Fernando Pessoa

Ser apenas o que falo, não ser quem fala.

2 comentários:

Liliana Jasmim disse...

Foi uma agradável sensação suscitada, aqui nesta paragem por acaso.

Um embalo de serenidade, sem dúvida.

Maria Ana Silva disse...

:) seja bem-vinda então, sempre.